29 Junho 2020

Como dar aula de automaquiagem online

O grande pai da frustração é a expectativa.

É fato, estamos vivendo um momento excepcional na nossa história recente e isso está forçando todo mundo repensar e se reinventar. 

Como maquiador é extremamente desafiador as medidas de distanciamento social, festas e eventos cancelados e todas as novas normas de biossegurança que precisaremos aprender e nos adaptar. 

Mas enquanto estamos no olho do furacão pode ter passado pela sua cabeça, ou talvez você tenha recebido a demanda, de fazer aulas de automaquiagem online. 

Uma coisa é certa, o mundo está em crise sim… é uma situação muito preocupante e não temos noção ainda dos desdobramentos e consequências de tudo o que está acontecendo.

Mas ao mesmo tempo, não são todas as pessoas que estão passando pela crise da mesma maneira. Muitas pessoas estão com a posse de um ativo muito precioso e em geral muito escasso: tempo. 

Muita gente está aproveitando este momento pra ocupar a mente e os dias com projetos que sempre eram deixados para depois, justamente por falta de tempo. E isso pode incluir estudos, exercícios e autocuidado… e é aí que a sua aula de automaquiagem pode entrar perfeitamente.

Afinal, quantas clientes, amigas e conhecidas já comentaram com você que gostariam de saber se maquiar melhor, conhecer mais os produtos e saber fazer uma maquiagem do início ao fim?

Por isso, no post de hoje trazemos o passo a passo de como preparar e dar uma aula de automaquiagem online.

 
1. Decida o que você vai ensinar

Crie a estrutura da sua aula
undefined

Maquiagem é um tema muito amplo e quando você anuncia simplesmente que vai dar uma aula de automaquiagem pode criar diferentes expectativas. 

Além disso, é fundamental que você pense e crie uma estrutura da sua aula. 

Responda perguntas como:

  • Pra quem será essa aula?

  • Quanto tempo vai durar?

  • Quais assuntos dentro da maquiagem vou abordar?

  • Como vou estruturar a abertura, conteúdo e fechamento?

Criar essa estrutura é ótimo para você que irá organizar e orientar a sua aula com mais facilidade… e também ótimo para sua aluna, que irá pra aula sabendo o que esperar.

O grande pai da frustração é a expectativa.

Então se você deixa muito claro que “nessa aula aprenderemos 3 tipos de delineado”, depois não irá receber várias mensagens ou reviews negativas dizendo que você não ensinou a fazer o contorno das Kardashians.

Isso abre possibilidades para você preparar diferentes aulas temáticas. Você pode juntar um grupo que quer maquiagem pro dia a dia, outro com maquiagens para o trabalho, focar em delineado, pele, contorno, corretivo, skincare, maquiagem como seu momento de autocuidado… realmente o céu é o limite. 

Com essa estrutura você pode decidir o título da sua aula e isso já ajuda bastante até na divulgação da sua aula. 

Outra coisa importante é você entender qual é o nível de entendimento de maquiagem das alunas. E talvez até separar algumas turmas de acordo com o conhecimento prévio.

Pode ter algumas com nível zero e outras que já fazem a maquiagem do dia a dia, mas querem dicas mais avançadas. Lembre-se que a apesar de o seu esforço de fazer uma aula personalizada, é uma turma. Não dá pra colocar alunos do maternal com a galera do ensino médio. Alguém vai sair frustrado.

Então na hora que você decide e deixa bem claro os objetivos da sua aula, você também acaba atraindo as alunas certas que querem aprender justamente aquilo. 


2. Crie uma experiência exclusiva 

Foque na necessidade de suas alunas
undefined

Lembre-se que o principal motivo de alguém pagar por uma aula de automaquiagem é a troca. A aluna tem acesso a milhões de vídeos e conteúdos de maquiagem de graça na internet.

Mas esse excesso de informação pode deixá-la mais confusa, e tudo o que ela quer é alguém que saiba mais do que ela e diga que a técnica X ou produto Y funciona pra ela. 

Então sua aula deve focada a mostrar o que você sabe adaptado pra realidade de suas alunas. Tente reunir as dúvidas mais comuns entre elas antes da aula começar e já chegue na aula preparada. Por exemplo, leve exemplos de produtos de farmácia, bons filtro solar, o que funciona pra pele oleosa etc. 

Ajude na real necessidade das pessoas que estão ali com você. Não parta do princípio que todo mundo sabe o que você sabe. E não é a verdade. Você passa muito tempo estudando, pesquisando, testando produtos, marcas, modo de aplicação.

Sua cliente geralmente tem muito produto em casa… mas vive com aquela sensação de que está faltando alguma coisa. Que comprou errado. Ou que não sabe usar o que tem.

Olhe para sua aluna, para o que ela tem, escute o que ela fala. São suas dicas personalizadas - mostrar o pulo do gato - que fará ela economizar muito tempo e dinheiro, o que faz a sua aula valer muito a pena. 

Para a sua aula online será muito importante você checar com a sua cliente os produtos que ela tem e pensar em como ela poderá usá-los para fazer a maquiagem que você está propondo. Porque diferente de uma aula presencial, você não terá a opção de levar o seu kit e complementar os produtos da cliente com uma ou outra coisa sua. 

Oriente as suas alunas que elas não precisam comprar nada antes da aula. A ideia é justamente usar o que se tem e entender mais sobre cada produto. Daí durante a aula você pode ir dando dicas e até fazer listas personalizadas de produtos com bom custo benefício que irão complementar o que ela já tem. 

Crie um momento gostoso, um momento de troca, de se reunir, de aprender, de se cuidar. E não que ela termine com uma lista gigante com 30 produtos pra comprar. Isso pode ser frustrante, ela pode não ter esse orçamento.

Por outro lado, pense o quanto pode ser legal ela aprender a usar um produto que estava parado na necessaire quase indo pro lixo?

Claro, seja honesta sobre produtos de baixa qualidade, produtos vencidos etc. Não coloque a sua cliente ou sua reputação em risco. 

Você pode programar aulas em grupos ou individuais. Só faça as contas do quanto custa a sua hora de trabalho e o que vale a pena pra você. Afinal, nas mesmas 2 horas que você dá uma aula particular, você pode dar uma aula pra 3, 5, 10 alunas. Então a pessoa que quer total exclusividade está disposta a pagar por isso? 



3. Escolha qual plataforma usar

Ferramentas grátis ou pagas oferecem diferentes recursos
undefined

Uma vez que sua aula está pronta, provavelmente você vai começar a se perguntar “Mas onde vou dar essa aula?”

Pois é, o online é o formato… mas da mesma forma que numa aula presencial você teria a opção de alugar um espaço, usar um salão, a casa de uma cliente ou a sua… na internet você também tem diversas opções de plataformas onde você poderá usar para entregar sua aula.


  • Instagram: a rede social do momento, praticamente todo mundo tem conta lá, super fácil de usar e é de graça. Talvez seja por isso que tenha tanta gente usando essa ferramenta para entregar suas aulas. Você pode criar uma conta nova e só adicionar as alunas que se inscreveram. 

    • Vantagem: descomplicado - praticamente todo mundo tem e sabe usar. 

    • Desvantagens: não é a melhor imagem, baixa interatividade, corre o risco de não ficar salva.

  • Youtube: uma rede social de vídeos também muito popular, onde é possível criar lives não abertas, onde só as pessoas que recebem o link podem participar. 

    • Vantagens: ferramenta grátis, aula pode ser assistida em diversos dispositivos

    • Desvantagens: precisa de um pouco mais de conhecimento técnico para colocar a live no ar, baixa interatividade entre alunas para entrar ao vivo e dividir a tela. 

  • Zoom: plataforma especializada em reuniões virtuais. Pode se conectar até 100 pessoas na versão gratuita. 

    • Vantagens: especializado para aulas online, mais controle, alunas podem participar com vídeo, fácil de usar.

    • Desvantagens: reuniões grátis somente até 40 minutos, gravação somente na versão paga

Existem muitas outras plataformas como o Google Meetings, e agora o Facebook e Whatsapp também estão criando suas versões de “salas de reuniões”, então vale a pena dar uma conferida no que mais compensa para você.

Mas lembre-se que o barato ou grátis, pode sair caro… como dissemos, deve ser seu foco proporcionar uma experiência agradável para cada aluna, e se você escolhe uma experiência em que ela não consegue acompanhar bem, ou você não consegue criar um ambiente interativo, não é legal.

Da mesma forma que você faria com uma aula presencial, encare a plataforma como o investimento no espaço onde você vai receber suas alunas pra dar sua aula.

E independente da plataforma que você escolher, sendo paga ou gratuita, tire um tempo pra aprender sobre ela, faça testes, crie uma passo a passo para ajudar as alunas com menos intimidade com tecnologia a se conectar, tente prever imprevistos. Porque eles acontecerão.

Não deixe pra ir conhecer e mexer só no dia ou na hora da aula, porque se uma coisinha der errado você pode perder minutos preciosos e passar uma imagem de amadorismo. 



4. Oriente sua aluna antes da aula

O que ela precisa fazer para aproveitar mais a aula
undefined

É super importante você criar uma comunicação com suas alunas antes do dia da aula. Você pode preparar um ou uma sequência de emails ou mensagens para ir conversando com ela desde o momento que ela faz a inscrição. 

Podem ser conteúdos falando como será a aula, alinhando expectativas e objetivos, dia e horário, em qual plataforma será, links, dicas etc. 

Use a sua criatividade e facilite a vida de sua aluna. 

Aqui vão algumas sugestões:

  • Deixe claro que ela não precisa comprar nenhum produto antes da aula - você quer justamente ver o que ela tem e orientá-la da melhor forma;

  • Que ela deixe na frente dela tudo o que possui de maquiagem pra ir usando durante a aula;

  • Levar um espelho;

  • Papel e caneta para anotar as dicas e os produtos que você vai indicar.

Caso você queira dar um passo a mais e dar uma aula ainda mais profissional, nós do Profissão Maquiador preparamos um face chart com as linhas onde a sua aluna poderá ir anotando o produto que você indicar para cada parte do rosto. 

Baixe aqui 100% grátis [inserir link face chart]

Você pode baixar o seu e anexar nas mensagens de preparação para a aula, assim cada aluna pode ter o seu próprio face chart. Esse é um tipo de mimo que faz a sua aluna se lembrar novamente de você e da sua aula cada que for fazer compras, por exemplo. 


5. Assuma a postura de anfitriã 

Lidere e coloque regras 
undefined

Se você nunca deu aula antes, pode ser um desafio ainda maior fazer isso pela primeira vez de uma forma online. Para você se sentir mais confiante e no controle, assuma a posição de liderança.

A aula é sua, você escolheu o tema, você escolheu o horário e as convidou para participar. 

Prepare um e-mail ou mensagem com o passo a passo de como entrar na aula e link;

Chegue antes do horário;

Receba todas as alunas;

Ajude quem estiver com dificuldade para se conectar;

Apresente-se; 

Explique como a aula está estruturada;

Deixe claro quais são os objetivos;

Passe algumas regrinhas para todo mundo entenda e saia feliz da aula;

No seu cronograma deixe um momento para perguntas;

Caso prefira deixar o microfone delas mudo explique o porquê e quando vai abrir para que elas possam participar. 

Seja simpática, envolva e incentive todas, mas também seja firme. Assim como uma anfitriã, você quer que todos se divirtam, mas não vai deixar os convidados subirem pra dançar em cima da sua mesa de jantar.

Se a turma se perder, desviar do assunto, fazer perguntas muito fora dos objetivos da aula, é sua responsabilidade estar no controle, para com muito jeito e jogo de cintura voltar a aula para os trilhos. 

Faça tudo o que estiver no seu alcance para proporcionar uma experiência bacana pra todas as alunas. Se você não colocar nenhuma regra, ou não tiver um cronograma claro, existe um risco grande de virar uma bagunça.

E quando você deixa claro qual é o objetivo da aula, será muito fácil para cada aluna se auto avaliar se aprendeu ou não o que foi proposto. 


6. Torne-se referência de maquiagem  

Mostre que você é boa no que faz
undefined

Um dos efeitos colaterais da sua aula de maquiagem é que se você cumprir os objetivos propostos, você se tornará a referência quando o assunto é maquiagem para suas alunas. 

Quando você ensina alguém, ela passa a confiar muito em você e na sua opinião. Você constrói a sua autoridade.

Você indicou produtos porque são bons pra ela, e não porque a marca está te pagando. Isso vira uma chave muito importante e cada vez que ela tiver uma dúvida sobre maquiagem o seu posicionamento vai valer muito mais do que a blogueira com milhões de seguidores, porque você conhece a realidade dela. 

Um medo que bate em algumas maquiadoras quando pensam em dar aulas de automaquiagem é:

“Mas eu vou ensinar tudo o que eu sei? Aí ela nunca mais vai querer pagar pela minha maquiagem.”

Lembre-se que quem gosta de maquiagem, mas não é uma profissional não terá o mesmo nível de habilidade do que você. E vamos combinar, nem que você queira e se esforce muito, não dá pra ensinar tudo o que você sabe numa aula de duas horas. (Aliás, se der, você está fazendo alguma coisa errada hehe)

Então não se preocupe, nem guarde segredos. Quanto mais você ensinar, mais aumentará a admiração e confiança dela por você, e mais  você será a referência número 1 quando o assunto é maquiagem. 


7. Precificação

Quanto cobrar pela sua aula

Não dá pra vir aqui e querer tabela um o preço das aulas de automaquiagem. Até porque o nosso país é gigante, com realidades muito diferentes e a aula de maquiadora A nunca será igual a aula da maquiadora B. 

Ou seja, você terá que cobrar o que faz sentido pra você, para o seu momento profissional, para o quanto de valor você consegue agregar na sua aula para fazer com que suas alunas em potencial tenha interesse de pagar. 

Quanto custa a sua hora como maquiadora?

Lembre-se que a aula não será somente as horas que você estiver ali juntas, você terá que preparar a aula, divulgar, mandar as mensagens e dar um suporte pós aula também. 

O bacana de montar um grupo é que esse valor pode ser dividido entre as participantes. Mas mesmo se conseguir várias alunas, não coloque o seu preço lá embaixo, porque as pessoas tendem a desvalorizar o que custa muito pouco. 

Não ter dinheiro” muitas vezes é sinônimo de não ser prioridade. Trabalhe mais em tornar sua aula um objeto de desejo, do que cobrar o mínimo possível de quem não está interessado.  

Você também pode usar a sua criatividade e identificar situações que pode fazer uma sequência de aulas para um mesmo grupo. Que tal um “percurso da automaquiagem”? Onde você poderia começar com uma aula de cuidados com a pele e ir até esfumados e contornos diversos.

Ou como citamos antes, fazer diferentes aulas para diferentes públicos e com isso conseguir rentabilizar mais. 

Quantas aulas de quantas alunas você precisaria fazer a esse preço pra valer a pena? 

Isso é viável?

Tenho esse público?

Faça suas contas e tenha clareza de suas finanças para precificar sua aula. 



8. Mostre valor

Produza conteúdos para atrair suas alunas

Se o objetivo é começar a fazer suas aulas de automaquiagem online, você precisará atrair um público que possua esse interesse. E para isso, você precisará colocar a cara no sol. 

Uma ótima forma de divulgar suas aulas é usar as suas redes sociais pra falar sobre os temas que serão abordados, criar conteúdo, posts, vídeo, mostrar sua autoridade, o que está preparando, criar necessidade. 

Fale para as pessoas, mostre sua animação, reposte mensagens com depoimentos ou mesmo de uma aluna que se inscreveu e está cheia de expectativa. Quanto mais você joga no mundo, mais possibilidades você cria.

E claro, use a sua criatividade. Essas são alguns passos que consideramos importante, mas faça a sua aula ter o seu jeitinho, a sua cara. 

Lembre-se que a vida é feita de começos e recomeços.

E aproveite esse momento de também ser aprendiz. Porque aprendemos muito quando nos disponibilizamos a compartilhar nosso conhecimento. 

Vem conferir o vídeo que fizemos sobre o assunto para saber um pouco mais dessa experiência!




E aí, se animou pra dar uma aula de automaquiagem online?

Conte mais da sua experiência. A gente vai adorar saber. 

Um beijos. ;* 

@profissão.maquiador