De 04 Maio 2020

Como será o mundo Pós-Pandemia?

Máscaras: Maquiagem só do nariz para cima?

Pois é, estamos vivendo um momento único e singular na nossa geração.
A vida de todo mundo mudou e o 2020 que tanto sonhamos e almejamos, não decolou e tivemos que enfrentar uma realidade totalmente diferente. 

Agora que já entendemos e estamos nos adaptando a vida com coronavírus, já começa a passar na cabeça de muita gente como será a vida depois dele. 

E entre muitos questionamentos, recebemos Insta do @profissao.maquiador (ah, e se ainda não segue,está perdendo muito conteúdo bacana) as seguintes perguntas:

“Como será o futuro daqui pra frente?”

“Será que voltaremos a viver em sociedade sempre usando máscara?”

“Como serão os eventos com as pessoas mascaradas?”

“Faremos maquiagem só do nariz pra cima?”

“As pessoas não vão querer mais se maquiar, caso o uso da máscara permaneça?”

Esses questionamentos acabou colocando nossas caixolas para pensar… E decidimos fazer a nossa análise (provavelmente com muita viagem na maionese, afinal - dada a singularidade da situação - previsões não  passam de mero achismos) e convidar você também a repensar como será o mundo, a vida em sociedade e o seu ofício como maquiador no mundo pós pandemia.

E quando a gente abre a cabeça para novas possibilidades, o mundo conspira e parece que começamos a ver/ler sobre aquilo em todo lugar, né ?

No mesmo dia que recebemos as perguntas acima, vimos uma de nossas musas a @katiejanehughes dando um tutorial de como fazer maquiagem para quem está usando máscara no dia a dia.  Ou seja, esse “futuro” já está aí na nossa realidade. 

Quando a gente era criança e olhava para o futuro, imaginava uma vida a la Os Jetsons (quem aí lembra? Estamos entregando a idade?) com carros voadores e robôs nos servindo… agora, maquiagem para quem usa máscara, com certeza não estavam nesses delírios infantis. 

Mas na verdade, é super válido, já que muitos profissionais trabalhando na linha de frente, que precisam usar máscara no dia a dia e que gostam de se arrumar e - mais do que nunca - precisam cuidar da autoestima pra ter força e encarar a responsa de se colocar em risco para salvar vidas.

E aí vem problemas práticos, a máscara encosta na pele e transfere produto para o tecido… e pode fazer a maquiagem virar uma bela bagunça. 

Mas se a gente passar base só numa parte do rosto, e na hora de tirar a máscara?

E claro, na hora que o maquiador pensa numa maquiagem, ele analisa e faz o equilíbrio de toda a face… Com uma máscara cobrindo metade do rosto, esse equilíbrio muda e muito. 

Muitas vezes quando não temos respostas no nosso modo de viver, podemos olhar para outras culturas, como muitas mulheres que por motivos religiosos cobrem parte do rosto com um lenço, elas continuam a usar maquiagem, com muito destaque para olhos, delineadores e cílios postiços. Será o retorno triunfante do Kajal? 

E como já estamos vendo, as mais descoladas e com inclinações para moda -  como a presidente da Eslováquia, Zuzana Caputova - estão combinando o look do dia com a máscara… será que o próximo passo é criar maquiagens combinando sombras com a cor da máscara?

undefined

Uma análise nossa é  que a possibilidade das pessoas deixarem de se maquiar num momento pós pandemia é muito pequena. Como seres humanos nós temos esse desejo de se cuidar, se embelezar, trazer o belo, criar arte… e não tem pandemia que consiga eliminar isso de forma permanente. 

Nós também temos a grande capacidade de adaptação - o que nos salvou e nos manteve vivos neste planeta até hoje - conseguimos transformar exceções em regras, quando é necessário. 

Outra coisa que ainda é muito difícil prever, e a postura que cada país ou a humanidade como um todo vai incorporar no pós pandemia.


No momento, cada país está adotando as medidas que consideram mais corretas. Por exemplo, no Brasil a gente está vendo essa obrigatoriedade do uso da máscara massivamente, com restrições e críticas para quem não adota.


Já aqui onde moramos (Irlanda) o governo adotou outra postura, de só usar máscara quem está apresentando sintomas ou diagnosticado com o Covid-19. Inclusive com cartazes oficiais do governo nas farmácias dizendo que o uso da máscara por quem não tem sintomas não é cientificamente comprovado.
Dá pra ver como tudo é tão novo e estamos numa fase de: “fazemos o que acreditamos até que se prove o contrário”.

Será que usar máscara daqui a alguns meses será tipo uma lenda urbana? 
undefined

Esse apego ao uso da máscara pode se tornar uma desculpa para tudo: “Ah, mas eu estou usando máscara, então posso…” Mas será mesmo? E aí, todo mundo vai ir de máscara para eventos? E na hora de tomar uma? Vai tirar a máscara? Que sentido faz? Ficar colocando e tirando máscara faz a gente tocar muito mais no rosto, o que pode nos colocar muito mais em risco. 

Pensando na indústria, é bem capaz dela aproveitar o momento para lançar produtos de longa duração na pele, e trazer para as publicidades algo do tipo: “Não transfere em tecidos… pode ser usado com máscara”.

Mas olhando para o longo prazo, acreditamos mais na normalização das regras de distanciamento social, do que o uso prolongado da máscara. 

Não dá pra mais para se iludir e ficar se perguntando: “Quando as coisas voltarão ao normal?”, mas talvez faça muito mais sentido esse exercício de pensar e construir o “Novo normal”. Sabemos que é difícil imaginar restaurantes com distanciamento social, ou uma liquidação no shopping com distanciamento social com a cabeça do mundo que conhecemos, mas como dissemos antes, nós humanos temos grande capacidade de adaptação… e muitas vezes internalizamos tanto as mudanças, que nem lembramos como era a vida antes delas.

undefined
Um bom exemplo vivido por nossa geração são as mudanças nos processos de embarque em voos comerciais causadas pelos atentados do 11 de Setembro. Existia um jeito de viajar antes e outro depois deste fato histórico. A gente normalizou ser revistado e ter nossos pertences milimetricamente escaneados em qualquer viagem. Mas nem sempre foi assim… 

Da mesma forma, enquanto não houver uma vacina cientificamente comprovada, ou remédios altamente eficazes, estaremos dependentes a criar este novo normal para sermos capazes de voltar a viver em sociedade sem fazer com que as pessoas fiquem doentes massivamente.

Historicamente falando, uma coisa esperada é um período de muita euforia, depois de tanto tempo com a sensação de confinamento (2). E quem sabe uma certa mudança de valores, quando a gente perceber que sobrevivemos (e - talvez - muito bem, obrigada?) sem tudo aquilo que a gente considerava essencial? Quem sabe muitas de nós não repense e (realmente) passe a valorizar mais momentos simples como uma caminhada num parque arborizado e um piquenique com os amigos, como uma forma de celebrar a vida?

E quando a gente olha para o micro, para a nossa realidade, para nossos atendimentos, é muito provável que nossos processos também mudarão. Talvez vire prática atender usando máscaras de acrílico (face shield) para se proteger e proteger sua cliente. É uma boa prática, já que ficamos em muitos momentos bem perto do rosto da cliente, com certeza nos preveniria inclusive de pegar gripes comuns que também são transmitidas de um pro outro através do ar. 

Quais serão seus processos desde o momento que você sai de casa até começar a atender sua cliente? Você andará com um álcool em gel ou saberá em qual momento vai poder lavar as mãos? Quando você volta pra casa, lavara os pincéis imediatamente? E as roupas?  

Talvez teremos que pensar em ter um jogo de pincéis para cada cliente? No momento pode parecer inviável, ou impossível mesmo… mas lembre-se de que será um novo normal… logo, nossa mentalidade terá que se renovar também. Nós aqui preferimos a ideia de pecar pelo excesso do que pela falta de cuidados. 

Sempre foi importante manter boas práticas de higiene na maquiagem, mas o momento pede cuidados redobrados, afinal sua cliente não está só entregando o rosto pra você expressar sua arte, mas pode estar entregando a vida dela também. E essa é uma responsabilidade que você precisa entender e assumir. Independente das orientações do governo, precisamos cuidar um do outro, e ter a consciência de que a vida de alguém pode - literalmente - estar em nossas mãos. 

Assim como maquiamos as clientes uma de cada vez, podemos criar vislumbrar e construir uma realidade nova um passo de cada vez. 

Estamos aqui para viajarmos juntas. Não são profecias, mas um exercício de olhar pra trás e pra dentro… pra entender como será a vida aqui fora daqui pra frente. Por isso preparamos esse vídeo especulando sobre o futuro!



E você, o que acha?

Quais como acha que será o mundo pós pandemia? 

A gente vai adorar saber e continuar construindo essa discussão. 

Fique bem, se cuida. 

Beijo

Profissão Maquiador

 PS: As nossas divagações aqui não tem nenhum embasamento científico, mas os nossos achismos baseados em conteúdos que consumimos. 


Se você quer ficar mais informada, recomendamos:

1- Documentário “Explicando o Coronavírus” na Netflix. É curtindo (uns 25 minutos) e muito informativo. Fica tranquila que não vai te deixar na bad, jamais iremos recomendar algo pra te deixar mal. 

2 - Entrevista do historiador Leandro Karnal na CNN falando sobre o mundo pós pandemiahttps://app.leadlovers.com/machine/broadcast/279209
@profissao.maquiador